Notícias

28.04.2014

1ª Semana Assad reúne 4 mil pessoas no Theatro de São João da Boa Vista

Realizada pela primeira vez em São João da Boa Vista, a Semana Assad não deixa dúvidas de que veio para ficar. O evento, que ocorreu entre os dias 27 e 31 de julho, atraiu cerca de 4 mil pessoas para os shows com alguns dos melhores músicos da atualidade e  também promoveu oficinas de música, onde os artistas puderam falar da experiência e dar dicas a mais de 200 interessados, previamente inscritos, tudo gratuitamente.

Promovido pela Amite – Associação dos Amigos do Theatro Municipal de São João da Boa Vista – o evento foi possível após aprovação de Projeto no Ministério da Cultura, por meio da Lei Rouanet; e da Secretaria de Estado da Cultura, por meio de recursos estipulados pelo Proac – Programa de Ação Cultural.

A Semana visou valorizar e resgatar as raízes musicais da Família Assad, que tem seu berço em São João da Boa Vista, além de homenagear a família de artistas reconhecida internacionalmente pelo talento no cenário musical.

A Semana

Na solenidade de abertura, que antecedeu o show de Badi Assad, a presidente da Amite, Vânia Gonçalves Noronha, fez questão de destacar a fundamental importância das empresas patrocinadoras do evento, sem as quais sua realização seria inviável, são elas: Autocam, Big B Salgadinhos, Imprensa Oficial, Mineração Curimbaba, Textil São João, Tabelionato Ceschin, Soufer e a Prefeitura Municipal que deu apoio ao evento.

Em um discurso em que a emoção foi predominante, Vânia falou da preocupação de que a Semana exercesse não apenas o papel de entreter com boa música, mas tivesse também o caráter pedagógico, se referindo às oficinas de música programadas. Ela ainda frisou a importância da Semana na consolidação de São João da Boa Vista como polo cultural.

Vânia também destacou a contribuição da Família Assad para a música como um todo e homenageou o Sr. Jorge Assad (patriarca da Família) que exerceu papel fundamental na formação cultural dos filhos Badi, Sérgio e Odair.

Mas não foi só no discurso de abertura que a emoção predominou, o show que teve início às 20h30, foi só emoção com Badi Assad e os irmãos Sérgio e Odair (Duo Assad). Juntos, fizeram uma apresentação especial e tocaram muito. No repertório, canções como: Eu vim daquele lugar (Badi Assad), Noite de São João (Badi Assad) Ponta de areia (Milton Nascimento & Fernando Brant), Ai que saudade d'ocê – (Vital Farias), entre outras.

A segunda noite de apresentações teve Theatro lotado e entre os convidados o secretário Chefe da Casa Civil, Sidney Beraldo.  O show foi comandado pelo grupo Barbatuques, referência internacional em percussão corporal, que até improvisou sons com a plateia.

Crianças e adultos foram até chamados ao palco para participar do espetáculo.

No domingo, às 10h30 da manhã, foi a vez da Camerata Fukuda mostrar porque é uma das mais importantes orquestras de câmara do país. Com um repertório especialmente planejado para o evento, a Camerata dirigida porElisa Fukuda, teve a regência de Ugo Kageyama e o solista sanjoanense Ariel Sanches que deram um show de boa música no Theatro Municipal.

No mesmo dia às 20h30 o ‘Chorinho’ encantou as 720 pessoas que estavam no Theatro especialmente para assistir à apresentação do Grupo Choro Rasgado que reúne unanimidades no estilo como: Rodrigo Y Castro na Flauta, Alessandro Penezzi no Violão Erudito, Roberta Valente no Pandeiro e Zé Barbeiro no Violão de Sete Cordas, este, herdeiro da tradição dos músicos barbeiros do começo do século passado e, também considerado um dos melhores Sete Cordas do Brasil.

Na segunda-feira, dia 30, o Theatro Municipal ficou pequeno diante de tanta satisfação do público em assistir a apresentação do Duo Assad, um dos shows mais esperados da Semana, que reunia os músicos considerados o Melhor Duo de Violões do Mundo.

Com participação especial de Dona Ica Assad (matriarca da família) e Carolina Assad (Filha de Odair), o show que reunia o Duo no Theatro Municipal oito anos depois de sua última estada no Brasil, foi simplesmente inesquecível, garante quem esteve na apresentação.

 

 

Surpresa

E se a Semana esbanjou talento, imagine receber a visita do músico Yamandu Costa, que surgiu de surpresa no espetáculo para cumprimentar os amigos violonistas Sérgio e Odair.

Filho da cantora Clari Marson e do multiinstrumentista e professor de música Algacir Costa, Yamandu é reconhecido como músico revelação do violão brasileiro. Toca estilos diversos como  choro, bossa nova, milonga, tango, samba e chamamé, sendo difícil enquadrá-lo em uma corrente musical, dado que mistura todos os estilos e cria interpretações de rara personalidade no seu violão de sete cordas.

E como o que é bom dura pouco a Semana se encerrou na terça-feira, dia 31, com o show de Carlinhos Antunes e o Sexteto Mundano. Músico versátil, Carlinhos tocou violão, viola, charango, cuatro, kora n’goni, saz e percussão variada.  Uma verdadeira mistura de ritmos e sons que deixou um gosto de ‘quero mais’.

Vale ressaltar que o show teria a participação especial de Clarice Assad, mas imprevistos impossibilitaram a cantora de chegar a tempo ao Brasil para a apresentação.

A ocasião foi aproveitada pela diretoria da Amite para homenagear a matriarca da Família Assad, Dona Ica, que aniversariou no dia 31.

Um bolo especial com a logomarca da Semana foi preparado para a festividade, levado ao palco e o parabéns cantado por mais de 500 pessoas.

Com o convite do músico Carlinhos Antunes, Dona Ica ainda subiu ao palco e cantou com o Sexteto Mundano arrancando aplausos do público, deixando o show com um gostinho de quero mais.

Oficinas

‘Êxtase’ é a palavra que ajuda a definir a emoção do público ao ver de tão perto alguns dos maiores nomes da música mundial. E se ouvi-los ao vivo já é incrível, o que dirá conversar com eles e extrair um pouco da experiência adquirida? Essa experiência foi sentida por mais de 200 pessoas que participaram das Oficinas de Música, realizadas durante a Semana em horários alternativos aos shows.

Na oficina, além do bate papo informal com os artistas, foi possível obter dicas importantes para a carreira.

O Duo Assad é referência para qualquer músico. Sérgio e Odair são ícones”. A frase é do professor da Unicamp, Antonio Fernando da Cunha Penteado, que veio de Campinas com toda a família especialmente para prestigiar o evento e participar das Oficinas com o Duo Assad.

Violonista com formação em Fonoaudiologia e doutorando em Linguística, Carlos Eduardo Borges Dias, veio de Tambaú especialmente para a Oficina com o Duo Assad: “É impressionante poder ouvir a abrangência de sons que podem ser extraídos do violão. É fascinante vê-los pessoalmente. Ter a oportunidade de trocar experiências com o melhor duo do mundo é fantástico”, disse.

E para quem acha que as oficinas serviam apenas para músicos, se engana. Quem garante é o estudante de Teatro Adriano Milan, que veio de São Paulo para participar de Oficina com Badi Assad e Barbatuques. “A voz é um dos instrumentos mais poderosos que temos e ficar algumas horas com pessoas que tem o potencial como Badi Assad é uma experiência que vale para a vida toda”, disse.

Larissa Carnecini, de Rio Claro/SP, era outra aluna que estava maravilhada com a Semana Assad: “Esse tipo de oportunidade tem que ser aproveitada. Todo violonista necessita ouvir essas referências que são fundamentais para o aprofundamento e compreensão do estudo”, afirmou.

Do Rio de Janeiro, o músico Mário da Silva fez questão de comentar sobre as Oficinas: “Esse tipo de evento promove uma troca de informações mais viva e divulga a música brasileira. É incrível!”, afirmou.

A diretora técnica da Amite e uma das organizadoras da Semana, Fafá Noronha, descreveu a magnitude do evento: “É difícil descrever tudo que estou sentindo com a realização dessa Semana. Ela superou nossas expectativas. Conviver com esses músicos de renome internacional, com alunos extasiados com a oportunidade de aproximar-se desses "icones" do violão brasileiro, foi uma das melhores emoções que tive em minha vida”.

E continuou: “A repercussão da Semana na mídia nacional superou qualquer expectativa que poderíamos ter. O nome dos ASSAD possui tamanha força no universo artístico, que é difícil mesurar a grandiosidade dessa Semana. Engana-se quem acredita que apenas grandes centros são capazes de exercer a função de um polo cultural. São João da Boa Vista com certeza tornou-se referência artística nacional. E que venham muitas Semanas Assad”, finalizou.

Fafá ainda fez questão de agradecer a Família Assad pela confiança depositada em toda a equipe AMITE e todos os que apoiaram, incentivaram e aplaudiram a 1ª Semana Assad.

Diante de tantos talentos que trouxeram não só boa música, mas também conhecimento, a 1ª Semana Assad se despede com o depoimento de um dos melhores músicos da atualidade, Sérgio Assad: “O público agora sabe que São João é terra de violonistas”.

E que venha a 2ª Semana Assad!


Mais notícias
11.04.2014

Grupo Choro Rasgado ministra Oficina para jovens músicos Considerados especialistas no gênero, Rodrigo Y Castro, Roberta Valente, Alessandro Penezzi e Zé Barbeiro, darão oportunidade a músicos amadores...

28.04.2014

Carlinhos Antunes lança CD em São João da Boa Vista Músico é um dos convidados a se apresentar durante a 1ª Semana Assad, que ocorre de 27 a 31...

28.04.2014

Amite promove coletiva e apresenta 1ª Semana Assad à imprensa Evento será entre os dias 27 e 31 de Julho no Theatro Municipal de São João da Boa Vista...

28.04.2014

Coquetel marca lançamento da 1ª Semana Assad Em um coquetel que reuniu autoridades e patrocinadores no Theatro Municipal de São João, na noite de quarta-feira, dia...

28.04.2014

Carlinhos Antunes fala de sua relação com a Família Assad Músico lança CD em São João com participação especial de Clarice Assad e Eduardo Lobo... “Um músico cuja as canções...

28.04.2014

Sérgio Assad recebe honraria de universidade americana Músico foi reconhecido com grau honorário de ‘Doutor em Música’ pela faculdade de Belas Artes da Universidade do Arizona... O...