Os Artistas

Badi Assad (Mariângela Assad Simão)

Badi é conhecida como uma destemida inovadora. Ela transcende os estilos tradicionais da música brasileira com uma mistura de pop, jazz e sons étnicos de todo o mundo. Uma cantora extraordinária, violonista e percussionista, ela cria um gênero musical emocionante que desafia toda a categorização. Em 1987, aos 17 anos, foi nomeada “Melhor Violonista Brasileira” no Festival Internacional Villa Lobos. Aos 20 anos, gravou seu primeiro álbum solo e foi selecionada para atuar na peça Mulheres de Hollanda, uma colagem teatral de músicas do compositor brasileiro Chico Buarque, que ficou em cartaz por mais de um ano. Badi gravou para a Chesky Records, cujo lançamento do seu CD Rhythms venceu a enquete da Guitar Player Magazine como Best Classical Album. Depois para a PolyGram e Deutsche Grammophon. O lançamento, em 2006 do CD Wonderland, foi selecionado como um dos 100 melhores CDs da BBC e os 30 melhores da Amazon.com. Posteriormente Badi ganhou prêmios como melhor compositora da APCA com o disco ‘Amor e Outras Manias Crônicas’; seu projeto infantil ‘Cantos de Casa’ recebeu o Troféu Cata-Vento (Fundação Padre Anchieta); ela foi selecionada entre os melhores 70 violonistas da história brasileira pela revista Rolling Stones; lançou seu primeiro livro ‘Volta ao mundo em 80 Artistas’, e teve sua vida documentada no filme ‘Badi’ de Edu Felistoque que trouxe para o Brasil o prêmio de melhor documentário no Festival de Cinema em Los Angeles – LABFF.

Amplidão, inovação, facilidade e habilidades sobre-humanas únicas.
Santa Barbara Independent